Com recursos da União, Barragem Germinal é inaugurada no Ceará

Com recursos da União, Barragem Germinal é inaugurada no Ceará

Obra recebeu R$ 14 milhões em investimentos federais. Segunda fase está sendo licitada pelo Governo do Estado
Por Assessoria de Comunicação

Publicação: 11/08/2017 | 17:02

Última modificação: 17/08/2017 | 16:50

Brasília - DF, 11/8/2017 - A população cearense conta com mais uma obra de infraestrutura executada com recursos do Governo Federal. O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, inaugurou nesta sexta-feira (11), ao lado do governador Camilo Santana, a Barragem de Germinal, no município de Palmácia (CE). A obra foi construída pelo Governo Estadual com R$ 14 milhões do Ministério da Integração Nacional. A próxima etapa será a construção do Sistema Adutor Palmácia, que está em licitação também sob responsabilidade do Governo do Estado e que contará com investimento federal de R$ 7,8 milhões.

Quando totalmente concluído, o projeto vai beneficiar cerca de 13 mil pessoas em Palmácia e nas localidades de Gado dos Rodrigues, Volta do Rio, Santa Maria, Gado dos Ferros, Boqueirão e Rochedo. Destinada ao abastecimento humano e à perenização do rio Pacoti, a barragem implantada possui capacidade de armazenamento de aproximadamente 2,1 milhões de m³ de água.

Segundo o ministro Helder Barbalho, o Governo Federal ampliou a média de repasses para as obras hídricas, a exemplo do Cinturão das Águas do Ceará (CAC). "Desde a minha chegada à Pasta, em maio do ano passado, os recursos chegam com mais velocidade e mais volume. O Governo Estadual está autorizado a acelerar a execução do CAC, pois temos que garantir que o empreendimento esteja pronto quando a água do rio São Francisco começar a chegar pelo Eixo Norte", ressaltou o ministro. Leia mais.

A União está destinando recursos também para ações emergenciais que minimizem os efeitos da seca prolongada. "Acabamos de liberar mais de R$ 30 milhões para a região metropolitana de Fortaleza, que irão se somar aos investimentos que já estão sendo feitos pelo Governo Estadual. Temos ajudado os municípios com obras de barragens e também dando continuidade à operação carro-pipa, que esperamos que um dia não seja mais necessária, mas enquanto for, deve ser mantida para amenizar o sofrimento de tantas famílias que vivem em áreas urbanas e rurais e não possuem abastecimento de água regular", informou Helder Barbalho. 

Peixamento - O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) realizou um peixamento, que consistiu na soltura de cinco mil alevinos reproduzidos pelo órgão federal, que é vinculado ao Ministério da Integração Nacional. A expectativa é que os alevinos estejam em tamanho adequado para a pesca até dezembro deste ano.

A ação é voltada ao desenvolvimento regional, contribuindo com a geração de renda para a população local.