Em um ano, águas do Projeto São Francisco abastecem um milhão de pessoas na PB e PE

Em um ano, águas do Projeto São Francisco abastecem um milhão de pessoas na PB e PE

Outro trecho do empreendimento (Eixo Norte) será concluído em 2018 para atender também aos estados do Ceará e Rio Grande do Norte
Por Assessoria de Comunicação

Publicação: 10/03/2018 | 10:47

Última modificação: 15/03/2018 | 20:33

Brasília - DF, 10/3/2018 - Há exatamente um ano, as águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco iniciavam viagem pelo Rio Paraíba em direção aos estados de Pernambuco e da Paraíba para atender a população que enfrentava os percalços da maior seca já registrada nos últimos 100 anos. Hoje, quase um milhão de pessoas em 33 cidades nessas localidades têm uma nova realidade de vida após a chegada do São Francisco: abastecimento regular em suas residências.

O Projeto assegurou que Campina Grande, segunda cidade em população na Paraíba, tivesse água para o abastecimento da população, evitando o colapso na cidade. Atualmente, os 18 municípios que compõem sua região metropolitana não estão mais em regime de racionamento de água.

Para que a mudança no cenário do sertão nordestino fosse possível, o Governo Federal priorizou os pagamentos para as empresas construtoras responsáveis pela obra, garantindo a aceleração dos serviços e a entrega do maior empreendimento hídrico do País.

Com 217 quilômetros de extensão, o Eixo Leste capta água do Rio São Francisco no interior de Pernambuco, na cidade de Floresta, e a conduz até Monteiro, na Paraíba, após passar por três cidades: Betânia (PE), Custódia (PE) e Sertânia (PE). A estrutura é composta por seis estações de bombeamento, cinco aquedutos, um túnel, uma adutora e 12 reservatórios.

As seis estações elevatórias, juntas, bombeiam as águas do Velho Chico a mais de 330 metros, altura equivalente a um edifício de 100 andares.

Projeto São Francisco - Além do Eixo Leste, o empreendimento possui o Eixo Norte com 260 quilômetros de extensão que levará as águas para quase 7,1 milhões de habitantes em Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. A previsão é de que este trecho seja finalizado até o final deste ano.

Os dois eixos somam 477 quilômetros de estruturas que conduzirão as águas do Velho Chico para 390 cidades para garantir a segurança hídrica de 12 milhões de pessoas nesses estados.