Governo Federal reforça apoio a municípios mineiros afetados por temporais

Governo Federal reforça apoio a municípios mineiros afetados por temporais

Ministros sobrevoaram áreas atingidas nesta segunda-feira (4). Defesa Civil Nacional mantém monitoramento e suporte às equipes locais
Por Assessoria de Comunicação

Publicação: 04/12/2017 | 18:59

Última modificação: 11/12/2017 | 13:13

Brasília-DF, 4/12/2017 - O Governo Federal está empenhado em garantir assistência à população afetada por fortes chuvas em Minas Gerais. Nesta segunda-feira (4), o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, acompanhado do ministro Alexandre Baldy (Cidades) e do governador mineiro Fernando Pimentel, sobrevoou áreas atingidas para verificar o impacto das chuvas no município de Ribeirão das Neves, na região Metropolitana de Belo Horizonte. A cidade decretou situação de emergência na última quinta-feira (30) e é uma das mais afetadas pelos temporais dos últimos dias.

"Estamos apenas aguardando que esteja concluído o levantamento da Defesa Civil do Estado para que haja o reconhecimento federal da situação de emergência nos municípios a partir de amanhã (5)", adiantou o ministro Helder Barbalho. "Todas as cidades que estão sendo atingidas pelas fortes chuvas aqui em Minas Gerais terão a nossa atenção e estaremos em diálogo, tanto com o Governo do Estado quanto com as prefeituras, para que as ações de resposta possam chegar o mais rápido possível, trazendo tranquilidade para a população", acrescentou.

Uma equipe da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração, esteve em Ribeirão das Neves na última sexta-feira (1º) auxiliando no levantamento das necessidades para encaminhar a solicitação de apoio federal. O reconhecimento do Ministério da Integração é o primeiro passo para ampliar as ações de assistência e reconstrução das áreas prejudicadas.

De acordo com as informações da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MG), 80 pessoas estão desalojadas e 12 estão desabrigadas no município. Ao todo, 724 pessoas foram afetadas, nove ficaram feridas e um óbito foi registrado na madrugada desta segunda-feira. São 181 casas danificadas, um hospital e quatro escolas municipais atingidas, além de quatro casas destruídas.

Já foram distribuídos 236 kits dormitório, 236 colchões, 97 cestas básicas e uma caixa d'água de cinco mil litros para uma das escolas, além de dez rolos de lona, 45 kits de limpeza e 44 kits de higiene pessoal.

Durante o dia de hoje (4), outros municípios também foram afetados pelas chuvas, como Rio Casca, na Zona da Mata. No início da tarde, o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), da Defesa Civil Nacional, indicou alerta para Ouro Preto (MG) com alto risco de movimentos de massa (deslizamentos na cabeceira de voçorocas, quedas de blocos e corridas de detritos). Caeté e Pedro Leopoldo, também na região Metropolitana, já decretaram situação de emergência.