O andamento das obras

 

Apresentação

 

O Projeto de Integração do Rio São Francisco é uma prioridade do Governo Federal. Com a aceleração das obras, nos últimos dois anos, o Ministério da Integração Nacional conseguiu inaugurar o Eixo Leste do empreendimento, em março de 2017. O objetivo desse eixo é garantir a segurança hídrica da população da Paraíba e de Pernambuco com a maior oferta de água. Leia mais.

 

No mês seguinte - em abril de 2017 -, as águas do 'Velho Chico' chegaram ao reservatório Epitácio Pessoa, em Boqueirão (PB), e, naquela ocasião, já foi possível reduzir o regime de racionamento de água na região metropolitana de Campina Grande. Cerca de 700 mil pessoas, de 20 municípios pernambucanos e paraibanos, melhoraram a qualidade de vida. Leia mais.  Hoje, a população não sofre mais com o racionamento.

 

Atualmente, 33 cidades são contempladas pelo Eixo Leste: Sertânia e Floresta, em Pernambuco; e os municípios paraibanos de Monteiro, Campina Grande, Barra de Santana, Caturité, Queimadas, Pocinhos, Lagoa Seca, Matinhas, São Sebastião de Lagoa de Roça, Alagoa Nova, Boqueirão, Boa Vista, Soledade, Juazeirinho, Cubati, Pedra Lavrada, Olivedos, Seridó, Cabaceiras, Congo, Coxixola, Sumé, Prata, Ouro Velho, Amparo, Serra Branca, São José dos Cordeiros, São João do Cariri, Parari, Gurjão, Livramento e o distrito do Santa Luzia do Cariri.  São quase um milhão de habitantes nessas localidades.

 

Os primeiros municípios beneficiados pelo Rio São Francisco foram Sertânia (PE) - com 35 mil moradores - e Monteiro (PB) - com 33 mil habitantes. O tratamento e a distribuição são de responsabilidade dos governos dos estados.

 

Eixo Leste

 

O Eixo Leste foi projetado para levar água para cerca de 4,5 milhões de pessoas em 168 municípios que sofrem com a seca prolongada em Pernambuco e na Paraíba. É composto por seis estações de bombeamento, cinco aquedutos, um túnel, uma adutora e 12 reservatórios que estão em pré-operação - fase de verificação dessas estruturas e dos equipamentos eletromecânicos. O trecho passa pelos municípios pernambucanos de Floresta, Betânia, Custódia e Sertânia, até Monteiro, na Paraíba.

 

As seis estações de bombeamento do Eixo Leste estão em operação (EBV-1, 2, 3, 4, 5 e 6) - entre Floresta (PE); Custódia (PE) e Sertânia (PE). A água 'Velho Chico' tem percorrido os 217 quilômetros dos canais e das demais estruturas de engenharia do trecho, que a conduzem até o leito do Rio Paraíba, em Monteiro (PB).

 

Eixo Norte

 

A previsão é que a água do Rio São Francisco percorra todo o Eixo Norte ainda neste ano de 2018. No início de fevereiro, o Governo Federal acionou a segunda estação de bombeamento (EBI-2) do eixo, em Cabrobó (PE).  O funcionamento permitiu que as águas do 'Velho Chico' continuem avançando pelos canais do trecho até perenizar o açude Nilo Coelho, na cidade de Terra Nova (PE), no momento com o nível baixo. A iniciativa irá reforçar o abastecimento e garantir segurança hídrica a 9,2 mil habitantes do município - 4,2 mil na área rural e 5 mil na urbana.

 

Em novembro de 2017, as águas do Eixo Norte começaram a contemplar cerca de  3,2  mil moradores e produtores de cebola da região de Cabrobó (PE), de 17 comunidades rurais.

 

A primeira etapa (Meta 1N) é o trecho que dá funcionalidade a todo o Eixo Norte está em atividade e possui 140 quilômetros de extensão.

 

Essa etapa havia sido interrompida em decorrência da paralisação do serviço prestado pela empresa Mendes Jr., então responsável pela obra. Em junho de 2017, a Ordem de Serviço para retomada desse trecho (1N) do Eixo Norte foi assinado pelo Governo Federal. A ação só foi possível após decisão da presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármem Lúcia, que suspendeu o embargo à continuidade da etapa. Leia mais.

 

Os outros trechos que compõem o Eixo Norte: metas 2N e 3N estão em fase final de construção, com 99,5% e 98,40% de execução respectivamente. (conforme detalhamento abaixo nesta página) 
 
No total, a água do 'Velho Chico' vai beneficiar cerca de 7,1 milhões de habitantes em 223 municípios nesses estados, dos quais 4,5 milhões somente na Região Metropolitana da capital cearense.

 

 

Avanços

 

O empreendimento apresenta 96,40% de avanço operacional nos dois eixos, sendo 95% no Eixo Norte e o Eixo Leste já está com 100%.  Ao todo, o Projeto São Francisco vai beneficiar mais de 12 milhões de habitantes em Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

 

Os dois eixos de transferência de água são organizados em seis trechos de obras (Metas 1N, 2N, 3N, 1L, 2L e 3L). Essas etapas são compostas pelos antigos 16 lotes do projeto.

 

EIXO LESTE

 

META 1L - Meta Piloto (16 quilômetros): Compreende a captação no reservatório de Itaparica até o reservatório Areias, ambos em Floresta (PE). A Meta 1L está 100% finalizada e está localizada em Floresta (PE).

 

META 2L - (167 quilômetros): Inicia na saída do reservatório Areias, em Floresta (PE), e segue até o reservatório Barro Branco, em Custódia (PE). A Meta 2L está com 100% de execução física. O trecho passa pelos municípios de Floresta (PE), Custódia (PE) e Betânia (PE).

 

META 3L - (34 quilômetros): Este trecho está situado entre o reservatório Barro Branco, em Custódia (PE), e o reservatório Poções, em Monteiro (PB). A Meta 3L está 100% concluída. A etapa passa pelos municípios de Custódia (PE), Sertânia (PE) e Monteiro (PB).

 

EIXO NORTE

 

META 1N - (140 quilômetros): Vai da captação do Rio São Francisco, no município de Cabrobó (PE), até o reservatório de Jati, em Jati (CE).  A Meta 1N apresenta  92,47% de execução física.  As obras passam pelos municípios de Cabrobó (PE), Terra Nova (PE), Salgueiro (PE), Verdejante (PE) e Penaforte (CE).

 

META 2N - (39 quilômetros): Começa no reservatório Jati, no município de Jati (CE), e termina no reservatório Boi II, no município de Brejo Santo (CE). A Meta 2N apresenta 99,5% de execução física. Este trecho passa pelos municípios de Jati, Brejo Santo e Mauriti, no estado do Ceará.

 

META 3N - (81 quilômetros): Estende-se do reservatório Boi II, no município de Brejo Santo (CE), até o reservatório Engenheiro Ávidos, no município de Cajazeiras (PB). A Meta 3N apresenta 98,40% de execução física. Este trecho passa pelos municípios de Brejo Santo (CE), Mauriti (CE), Barro (CE), Monte Horebe (PB), São José de Piranhas (PB) e Cajazeiras (PB).

 

Confira o mapa da obra.

 

Mão de obra

Na reta final, o Projeto de Integração do Rio São Francisco possui em torno de 3,8 mil trabalhadores contratados para atuarem nos dois eixos de transferência de água - Norte e Leste. Cerca de 2 mil equipamentos estão em operação ao longo dos 477 quilômetros de extensão do empreendimento.